Inspire-se em quem sabe como fazer acontecer!

“O mundo está mudando e você não pode ficar parado!”

“Novas tecnologias estão ganhando o mercado”

“Nova Startup, lança plataforma que balança a estabilidade do mercado”

Quem nunca ouviu essas frases chamativas na manchete de alguma notícia? Claro que todos nós queríamos que nossas empresas estivessem nessas manchetes. Na verdade, eu queria, não sei você.

Quem dera, ser empreendedor fosse um trabalho de CLT, 8 horas por dia, VT, VR, férias e tranquilidade no final de semana. Pois é amig@, essa profissão está mais para um estilo de vida de inquietude, do que uma fonte de renda.

Pudemos notar muito bem isso durante o Dia da Inspiração, lá no Impact Hub. Esse evento foi idealizado como extensão do programa de formação, Espyral, que é uma realização da Habits Incubadora de Impacto da USP junto com a Agência USP de Inovação (AUSPIN), em parceria com a Fundação Arymax.

Programa Espyral

OEspyral, é uma formação totalmente embasada na Teoria Linear de Mudança e em metodologias como Design Thinking, buscando formar empreendedores de impacto.

São quatro meses que os 20 grupos selecionados terão para validar se sua proposta inicial do projeto soluciona um problema real da sociedade, prototipar essa ideia, propor um modelo de negócio viável, aprender sobre avaliação de impacto e como buscar de investimento para, no final do curso, apresentar esse novo negócio.

O Espyral terá outros eventos abertos ao público como o Dia da Inspiração, que serão divulgados na página da Habits, fique ligad@ 😉

Dia da inspiração

Aideia proposta nesse dia foi trazer quatro empreendedores que estão causando impacto social no Brasil e no mundo, para contar um pouco da sua história e de sua trajetória. O evento foi mais um bate papo dinâmico e troca de experiências.

Os pontos primordiais abordados por todos os palestrantes foram a inquietude em relação a algo que não está caminhando certo e a vontade de propor melhorias para aquela situação.

O primeiro palestrante foi Ricardo Sudário, seu ponto forte é desenvolver soluções tecnológicas educacionais que ajudam a resolver problemas sociais complexos, ele afirma que o primeiro passo para propor algo novo é conversar com muitas pessoas diferentes e entender quais são suas reais necessidades, assim a solução será muito mais assertiva.

Ele já esteve à frente de duas startups de educação, a primeira foi a Quântica, que hoje é mais voltada para treinamentos empresarial, e a segunda é o Sílabe, a plataforma online que auxilia professores do Brasil todo a dinamizar o ensino em escolas.

O Ricardo foi consultor do Banco Mundial, trabalhando no projeto Evoke, o game que promove o engajamento dos jovens em problemas reais do mundo. Atualmente ele é diretor da Escola de Políticas Públicas que promove melhoria da gestão pública, fomentando a realização de uma sociedade mais justa e democrática. E suas empresas estão a todo vapor.

Ele finalizou seu discurso com a frase:

“Continuo o aprendizado. Acreditava que impacto social é coisa escrita, mas é através do querer fazer e aprender que o impacto se realiza”.

A fundadora do Vetor Brasil, Joice Toyota, também compartilhou um pouco da sua história e dos desafios de trabalhar no governo. Ela disse que não se via com empreendedora na época,

“eu não era descolada, nem tinha esse perfil cool nerd”, mas ela sempre quis mudar as coisas que estavam ao seu redor.

A Vetor Brasil é uma ONG que usa o conhecimento de recém-formados em universidades para criar planos de desenvolvimento de pequenos municípios. É através de uma capacitação intensa de 12 meses desses jovens, que a Vetor promove melhorias no Brasil inteiro.

Apesar de estar no mercado desde 2014, apenas, o Vetor é hoje uma ponte entre trainees e políticos. As vagas para o programa de trainees são limitadas e bastantes concorridas, o último processo teve 14mil inscritos para apenas 100 vagas. O projeto da Joice, agora, é conseguir mais força para que a ONG seja escalável.

Falando em problemas e soluções, o palestrante Paulo Tiroli, abordou o tema Design Thinking. Ele atua na área de marketing na consultoria de inovação, a Echos.

Seu enfoque foi bem concentrado em saber fazer o uso correto dessa metodologia. Ela é baseado em três principais valores: empatia (qual a dor do outro), colaboração, experimentação.

Finalizando o dia com chave de ouro nossa noite, ouvimos o Rajan Patel, ele é indiano, estudou em Stanford e veio para o Brasil especialmente para compartilhar conosco sua experiência com empreendedor. O Rajan criou de uma incubadora para bebês, que salvou mais de 250 mil de crianças no mundo inteiro.

Ele contou como começou a empreender e as dificuldades em validar aquele primeiro produto. Além disso, se inserir no mercado e vender essa novidade não foi tarefa fácil, apesar de todas as vantagens comprovadas do produto.

Ele fundou uma ONG chamada Dent Eduacation que é responsável por empoderar jovens no mundo todo, através do Design Thinking para mostrar que qualquer pessoa é capaz de solucionar problemas e fazer a diferença.

O Dia da Inspiração foi realmente proveitoso para mim. Foram quatro horas gostosas de bate papo, com histórias cativantes.

Dá para perceber que existem muitas técnicas disponíveis no mercado sobre empreendedorismo, muita forma de fazer acontecer e as frases citadas no título desse texto, com certeza, são reais. O ponto que nossos palestrantes trouxeram foi de que nós somos protagonistas de toda mudança que queremos ver.

Conversar com pessoas e descobrir o que está acontecendo de errado são os primeiros passos para uma solução assertiva. Se o insumo principal do seu negócio não for pessoas, provavelmente, estará fadado ao fracasso. Então promova impacto, se envolva com esse universo empreendedor e tome esse estilo de vida como primeiro passo para gerar impacto na sociedade.

Ah só para fechar, nosso próximo post será exclusivo sobre o Rajan e toda a contribuição que ele trouxe durante a semana que esteve à frente do projeto Espyral 😉

QUERO ME INSCREVER NA NEWSLETTER!

Posted by Beatriz Patriota

Amante de livros, séries e tecnologia. Faço parte do time de Tecnologia da Incubadora Habits.

Deixe uma resposta